Reciclagem do lixo preserva o ambiente e promove a inclusão social

Data da publicação: 21/01/2017
RMT Especial – O aumento da quantidade de lixo jogado em rios, lagos e terrenos baldios, ou destinado de forma errada nos lixões, tem contribuído para a diminuição da qualidade de vida dos seres humanos. Para ajudar a diminuir esses perigosos índices, moradores do bairro Jardim Vitória, em Cuiabá, se uniram e desenvolveram uma forma inteligente de preservar o meio ambiente. Além de proteger a natureza, a iniciativa ainda garante o sustento de mais de 40 famílias carentes.
As famílias fazem parte de dois grupos de moradores do projeto Espaço Multiuso de Envolvimento Comunitário e Inclusão Sócio-ambiental (Permacultura), conhecido como Espaço Vitória. O primeiro grupo tem 18 cooperados, homens e mulheres, que se dedicam diariamente à produção de compostos orgânicos, usados como adubos na fertilização e preservação do solo. Já o segundo grupo atualmente tem 25 artesãs e costureiras, integrantes da Cooperativa de Costura e Arte (Costurarte). Lá elas encontraram na confecção de almofadas recicladas uma razão a mais para ser feliz.

Os integrantes do projeto, pessoas simples e dispostas ao trabalho, dão uma lição de consciência social vivendo do lixo retirado das ruas. Conheça as histórias de vidas de algumas das pessoas que participam do Espaço Vitória, como de Francisca Maria Romana de Souza (32), mãe de três filhos, que até já passou fome; ou ainda de Deijanira Batista de Jesus (54), mãe e avó, que luta diariamente para garantir a felicidade do neto.

Compostagem como preservação ambiental e inclusão social

Mobilizada em prol da natureza, a cooperativa de composto orgânico do Espaço Vitória, que é incentivada pela Organização Não-Governamental Instituto Centro de Vida (ICV), e patrocinado pelo Programa Fome Zero da Petrobrás, transforma em composto orgânico um pouco das 400 toneladas de lixo produzidas por dia em Cuiabá. Deste total de lixo produzido diariamente na capital, mais de 30 toneladas se perdem pelo caminho e são jogados a céu aberto. Só 376 toneladas, ou seja, 94%, são coletadas por empresas ou anônimos que sobrevivem da interrupção do ciclo do lixo.

De segunda a sexta-feira, desde julho de 2006, a primeira turma do projeto formada por moradores do bairro Jardim Vitória e imediações coloca a mão na massa na produção do adubo orgânico por meio da compostagem, que é uma técnica de reaproveitamento das sobras orgânicas. Esse trabalho de controle da matéria orgânica realizado pelos cooperados evita, por exemplo, a geração do chorume, um líquido poluente que para ser eliminado do solo é necessário usar 20 litros de água por 1 de chorume. A reciclagem do lixo contribui ainda na conservação dos recursos renováveis, como as árvores, que são matéria-prima na fabricação de papel; e os não-renováveis, como o petróleo, usado para fazer plásticos.

Hoje o composto orgânico produzido no Espaço Vitória possui apenas poucos ingredientes: pó de serra cedido por uma madeireira; restos de comidas, frutas e verduras doadas pelos comerciantes do Mercado do Porto; e conta com folhas ressecadas das árvores recolhidas pelos garis em Cuiabá. Os cooperados também fazem a coleta seletiva de porta em porta. Eles pedem para os moradores separarem o lixo orgânico ou levarem voluntariamente ao Espaço Vitória. “Assim as pessoas poderão ver que o nosso trabalho junto com o ICV é sério”, afirma Marcelo de Francis (20), membro da cooperativa, que antes vivia de trabalhos informais e hoje se orgulha por ter uma profissão.

De acordo com o Coordenador do Projeto Espaço Vitória, Erder Teotônio Marcelino Bispo (48), existem três etapas para formar o composto. O serviço inicialmente está sendo feito manualmente. No preparo, são montados três camadas, cada uma com 20 centímetros de espessura. “Para ser produzido o composto, primeiro é preciso separar os itens orgânicos dos inorgânicos. O segundo passo é empilhar o composto molhado para ser revirado várias vezes. Durante esse período de fermentação, para reduzir o mau cheiro, os resíduos são cobertos com folhas secas e pó de serra. E em pouco tempo está ponto”, explica Bispo. Ele lembra que o composto poderia ser melhor se fosse enriquecido com mais ingredientes. Mas alega que é difícil encontrar parceiros sérios dispostos a colaborar com o meio ambiente.

Geração de renda e cidadania

Para ajudar com as despesas, os trabalhadores da compostagem do Espaço Vitória recebem um auxílio de R$ 150, mais uma cesta básica no valor de R$ 70, todo o mês. O dinheiro é financiado pela Petrobrás. Segundo Francisca Maria Romana de Souza (32), participante da cooperativa, a pequena ajuda de custo já conseguiu melhorar a vida dela. “Desde de que comecei no projeto, nunca mais faltou ‘mistura’ para mim e meus três filhos. Antes eu não podia dar um calçado para eles. Agora eu já consegui dar dois ‘pareio’ de roupas para meus filhos”, conta.

Francisca Romana chegou a ficar um ano à procura de emprego. De acordo com ela, outro benefício é a comodidade que passou a ter para cuidar dos filhos. “Não preciso mais deixar meus filhos com outras pessoas. Eles vêm comigo para o serviço. Enquanto eu estou no trabalho, eles brincam”, diz. A expectativa é que o salário, segundo o coordenador do Espaço, posteriormente fique entre R$ 600 e R$ 1 mil.

Antes de participar do projeto, contudo, dona Francisca e os 17 colegas tiveram que entrar em sala de aula para estudar. Foram quatro meses aprendendo sobre coleta seletiva, informática, plantação, entre outros temas. Conforme Francisca, as aulas serviram para dar a ela consciência cidadã. “Aprendi a cuidar melhor do meio ambiente e a fazer remédio”, comenta e dá exemplos. “Aprendi a não jogar mais lixo na rua e a aguar as plantas no tempo certo”.

Superação

A mineira Deijanira Batista de Jesus (foto) é uma das pessoas mais respeitadas na cooperativa. Isto porque mesmo com a experiência dos seus 54 anos não recusa nenhum tipo de serviço, mesmo os mais difíceis. “Eu faço tudo que os mais jovens fazem. Se for para revirar o lixo ou encher carrinhos de mão com composto usando uma pá, eu faço, com disposição e sem reclamar”, afirma Deijanira. Ela teve seis filhos, mas dois morreram ainda quando eram recém-nascidos. No momento, apenas o neto, filho do caçula dela, é quem lhe faz companhia. “A mãe que ele conhece sou eu”.

Deijanira começa o trabalho na cooperativa bem cedo, por volta das 7h. Antes disso, ainda passa em uma creche do bairro para deixar o neto. Os dois vivem do auxílio conseguido no projeto. Ela conta que se sustenta sozinha há 15 anos, desde que se separou do marido. Segundo Deijanira, o sustento nos últimos anos estava vindo da lavagem de roupa como diarista, onde cobrava R$ 20 por serviço. “O dinheiro que eu recebia mal dava para alimentar a mim e a meu neto de quatro anos”, conta a avó dedicada. Ela revela que para conseguir leite para o neto, chegou a vender as poucas panelas que tinha em casa.

Mesmo com tantas dificuldades, ela não reclama da vida que tem. Muito pelo contrário. Vibra com cada uma das vitórias. “Em pouco tempo já aprendi a assinar o nome e estou aprendendo a ler e até computação”, diz, empolgada. Para Deijanira, o projeto melhorou sua condição de vida. Na casa, por exemplo, deixou de faltar comida. “E agora também posso assumir compromisso porque tenho a certeza de poder pagar”. Contudo, uma das grandes aflições dela diz respeito ao alto índice de roubo e violência que há no Jardim Vitória. Mesmo morando em um barraco, com um sofá e umas panelas velhas, ela diz que foi assaltada nove vezes nestes 16 anos que mora no bairro.

Tendência

A cooperativa de compostagem acompanha as tendências nacionais. Segundo dados do Compromisso Empresarial para a Reciclagem (Cempre), usado pelo Instituto de Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o aumento do crescimento das parcerias entre prefeituras e catadores de lixo foi um dos principais fatores do crescimento de 38% dos municípios com coleta seletiva. Atualmente, as parcerias de coleta de lixo no país, como a do projeto Espaço Vitória, também cresceram 43,5%. O Espaço Vitória é uma iniciativa do ICV, tem patrocínio da Petrobrás, conta com parcerias do Comitê de Combate a Fome e pela Vida (COEP-MT), da Organização Não-Governamental Moradia e Cidadania e da Prefeitura de Cuiabá. Ainda segundo o IBGE, no país o número de pessoas atendidas por programas de coleta de lixo seletiva é cinco vezes maior ao de 2004. Hoje são de 25 milhões de cidadãos.

Fonte: Da Assessoria de Comunicação do Instituto Cidade Amiga
Autor:

Últimas Notícias

  • Reciclagem do lixo preserva o ambiente e promove a inclusão social 21/01/2017
  • Lixo orgânicos ajuda a recuperar solo dos quintais 06/01/2016
  • Construir cidades sustentáveis requer consciência cidadã e planejamento 23/11/2015
  • Cuiabá e Várzea Grande, curso de agricultura orgânica 08/11/2015
  • Espaço Vitória e curso de agricultura orgânica 26/08/2015
  • Vídeo retrata trabalho de inclusão social e gestão de resíduos de cooperativa cuiabana 20/08/2015
  • Educação ambiental desenvolvida pelo Espaço Vitória é referência em Mato Grosso 16/07/2015
  • Governos e ONGs e o fim do desperdício de alimentos 16/07/2015
  • Livro da Abrasco sobre os impactos dos agrotóxicos 15/07/2015
  • Prefeitura de Cuiabá e catadores 14/07/2015
  • Físico Fritjot abre Congresso Internacional em Cuiabá 09/07/2015
  • Prefeitura de Cuiabá pagará catadores de materiais recicláveis pela prestação de serviços 01/07/2015
  • Fórum Estadual quer mais controle do uso de agrotóxicos em Mato Grosso 25/06/2015
  • Mulheres extrativistas do cerrado mato-grossense conquistam destaque nacional 24/06/2015
  • Fotógrafo Laércio Miranda mostrou projetos de preservação da Amazônia em simpósio internacional do Japão 23/06/2015
  • Cooperativa de horticultoras de Cuiabá implantará fundo rotativo solidário 18/06/2015
  • Palestra do pesquisador Wanderlei Pignati aponta soluções para os impactos dos agrotóxicos em MT 14/06/2015
  • Espaço Vitória aprova projeto no edital Fundo Socioambiental CASA 2015 12/06/2015
  • Cooperativas de catadores apresentam proposta de prestação de serviços ambientais 09/06/2015
  • Produção agroecológica de alimentos já é realidade em assentamento de Poconé 02/06/2015
  • Representante do movimento internacional de ecogastronomia Slow food visita o Espaço Vitória 01/06/2015
  • Debate sobre agrotóxicos e saúde encerra Semana dos Alimentos Orgânicos no Espaço Vitória 30/05/2015
  • MPT quer o cumprimento do acordo judicial que prevê apoio aos catadores da capital 15/05/2015
  • Moradoras do Jd. Vitória participam de programas que molharam a saúde e a qualidade de vida 11/05/2015
  • Catadores de materiais recicláveis de MT realizam encontro sobre economia solidária e comercialização em rede 04/05/2015
  • Gerência de Responsabilidade Social da Petrobras visita projeto ambiental desenvolvido em Cuiabá 01/05/2015
  • Consumidores lotam a primeira feira de produtos orgânicos da capital 27/04/2015
  • Lançamento de livro sobre os impactos dos agrotóxicos na saúde é esperado com expectativa em MT 23/04/2015
  • Espaço Vitória recebe curso de Licenciamento de aterros sanitários neste final de semana 22/04/2015
  • Espaço Vitória Promove Curso: Plano de Gestão de Resíduos da Teoria à Prática 20/03/2015
  • Cooperativa abre entreposto voltado para produção agroecológica 07/03/2015
  • Personagens que trabalham pelo desenvolvimento comunitário ganham destaque no Jd. Vitória 07/03/2015
  • O lixo e o risco de enchentes e alagamentos em Cuiabá 05/03/2015
  • Ministério Público vai averiguar irregularidades no Plano Municipal de Resíduos de Cuiabá 02/03/2015
  • Programa Mesa Brasil SESC busca parceria para dar destinação sustentável aos resíduos orgânicos 02/03/2015
  • Iniciativa busca adaptar comunidades da Bacia do Rio Paraguai às mudanças climáticas 26/02/2015
  • Cooperativa de produção e inclusão social faz balanço positivo de suas atividades 26/02/2015
  • Cidade turística de Mato Grosso contrata cooperativa de catadores para a coleta seletiva 21/02/2015
  • MT-Criativo identifica o Espaço Vitória como centro de formação socioambiental de Cuiabá 21/02/2015
  • Campanha nacional contra o uso de agrotóxicos promoverá seminário em Mato Grosso 14/02/2015
  • Ministério Público requer documentos sobre a Parceria Público Privada para coleta do lixo em Cuiabá 14/02/2015
  • Falta de incentivo impede que os orgânicos conquistem mais consumidores 10/02/2015
  • A imprescindível participação do cidadão na gestão sustentável do lixo 06/02/2015
  • Secretária estadual do meio ambiente recebe visita e reivindicações das cooperativas de materiais recicláveis de Mato Grosso 29/01/2015
  • Ano internacional do solo traz uma reflexão sobre a agricultura praticada em MT 23/01/2015
  • O estrago ambiental das sacolinhas plásticas 21/01/2015
  • Agrônomo aponta aumento na procura por alimentos orgânicos em Cuiabá 15/01/2015
  • Inclusão de catadores melhora a coleta seletiva nas cidades brasileiras 13/01/2015
  • Prefeitura de Cuiabá excluir cooperativas de catadores de materiais recicláveis dos contratos de gestão ambiental do lixo 07/01/2015
  • Consumo e produção de lixo nas festas de fim de ano 27/12/2014
  • Cooperativas de Catadores e engenheiros sanitaristas querem revisão do Plano Municipal de Resíduos Sólidos de Cuiabá 26/11/2014
  • Agricultores de Cuiabá e da Baixada Cuiabana recebem selo de certificação orgânica da Ecocert 24/11/2014
  • Curso traz à Cuiabá um dos maiores especialistas em compostagem de resíduos orgânicos do Brasil 20/11/2014
  • O grande desafio de diminuir o lixo e aumentar a reciclagem 18/11/2014
  • Cresce o número de empresas que investem em responsabilidade social 18/11/2014
  • Governo veta adiamento para o fim dos lixões e implantação dos aterros sanitários 18/11/2014
  • Tecnologia social desenvolvida pelo Espaço Vitória poderá ser replicada em Goiás 22/10/2014
  • Agricultores começam a produzir alimentos orgânicos visando o mercado local 22/10/2014
  • Ponto de cultura disponibiliza no YouTube documentários sobre a arte e cultura cuiabana 21/10/2014
  • Horticultores de Cuiabá aprendem como fazer biofertizantes e defensivos ecológicos 21/10/2014
  • Centro-Oeste conhece vencedores do Prêmio FINEP nesta quarta 10/10/2014
  • Seminário questiona Plano Municipal de Resíduos que a Prefeitura enviará à Câmara de Vereadores de Cuiabá 10/10/2014
  • Auditório do Sebrae sediará nesta quarta-feira o Seminário Gestão de Resíduos Orgânicos para a Cidade de Cuiabá 07/10/2014
  • Oficina ensina estudantes de Cuiabá a arte de construir instrumentos musicais 26/09/2014
  • Jovens da periferia cuiabana aprenderão a fazer instrumentos musicais de bambu e materiais recicláveis 26/09/2014
  • Cresce a luta pela proibição da pulverização área de agrotóxicos no Brasil 26/09/2014
  • Empresas de Cuiabá que não cumprirem Plano de Gerenciamento de Resíduos perderão o alvará de funcionamento 26/09/2014
  • Ministério Público pressiona Prefeitura de Cuiabá à se adaptar a nova Lei de Resíduos Sólidos 20/09/2014
  • Trabalho socioambiental premiado nacionalmente completa 15 anos de existência em Cuiabá 20/09/2014
  • ONG cuiabana conquista patrocínio do Programa Petrobras Socioambiental 05/08/2014
  • Projeto apoiado pela Petrobras promove oficina de Educação Ambiental em Cuiabá. 05/08/2014
  • Promotores prometem cobrar o fim dos lixões e apoio a catadores e cooperativas de resíduos de Cuiabá 05/08/2014
  • Estudantes fazem visita Ecológica à cooperativa de compostagem no dia do meio ambiente 05/08/2014
  • Estudantes comemorarão semana do meio com aula prática sobre aproveitamento de resíduos. 05/08/2014
  • Espaço Ecossocial abre as portas para estudantes no Dia do Meio Ambiente 05/08/2014
  • Aterro de Cuiabá não receberá resíduos de empresas a partir de 30 de julho 05/08/2014
  • Ano Internacional da Agricultura Familiar da ONU ganha pouca divulgação no Brasil 30/07/2014
  • Agroecologia e o uso dos agrotóxicos em Mato Grosso 30/07/2014
  • Projeto Quintais Produtivos é pioneiro no movimento de hortas urbanas em Cuiabá 30/07/2014
  • Professora aposentada desenvolve trabalho de tecnologia social na periferia de Cuiabá 13/12/2012
  • Representantes da Petrobras e do Banco do Brasil realizam visita técnica 12/12/2012
  • Entrevista Exclusiva Erlon Bispo – Coordenador do Espaço Vitória 12/12/2012
  • Conexão Cheiro Verde conquista terceiro lugar no prêmio FINEP de Tecnologia Social 19/10/2012
  • Mato Grosso recebe exposição comemorativa aos 20 anos do Proler 14/08/2012
  • Perfil: Dejanira Batista de Jesus 02/07/2012
  • Vencendo o medo de aprender 04/04/2012
  • Paceria entre a SEC e o Espaço Vitória gera retornos positivos ao setor cultural 23/03/2012
  • Renda que vem dos resíduos 11/03/2012
  • Criada cooperativa que produz hortaliças a partir de resíduos orgânicos 03/03/2012
  • Pioneirismo do Modelo é valorizado na expansão do projeto Conexão Cheiro Verde 28/02/2012
  • Parceria entre SEC-MT e Espaço Vitória atrai público interessado em atividades artísticas 01/02/2012
  • Conexão Cheiro Verde 08/09/2011
  • Tecnologia Social é modelo de comércio justo 05/08/2011
  • Conexão Cheiro Verde transforma lixo em adubo de Horta Comunitária 10/11/2009
  • Aquarela Digital: Projeto social amplia perspectiva de futuro de jovens do bairro Jardim Vitória 11/08/2009
  • Modelo comercializa hortaliças do projeto “Conexão Cheiro Verde” 25/05/2009
  • Sustentabilidade: Modelo lança “Conexão Cheiro Verde” 31/07/2008
  • Empresas de Cuiabá participarão de oficina para elaboração do Plano de Gerenciamento de Resíduos Orgânicos 31/12/1969